Vou Nessa

172886

Paulo César Baruk

Visualizações

Os cravos

Pai, nos perdoe eu o ouvi dizer
Por sua dor fui responsável
Porque na verdade o débito era meu
Como pode ser um inocente morrer

Se a vida errada era minha?
Deviam ser minhas mãos, com os cravos
Deviam ser meus pés , com os cravos
Deviam, devia ser o meu corpo rasgado

Meu coração quebrantado
Deviam ser minhas mãos, deviam ser meus pés
Sobre a rude cruz

As vezes me sinto, tentado acreditar ser
Merecedor de sua graça, me acostumando com
Tudo o que ouvi,tentando esquecer que o lugar
Era meu, mas olho pra cruz e estremeço pois
Seu grande amor eu não mereço

Composição: Compositor
Gênero: Outros

Últimos Vídeos